Controle de Processos

Notícias

Recebe Nossa Newsletter

Cadastre e fique por dentro de tudo o que acontece no universo jurídico.

Previsão do tempo

Hoje - Brasília, DF

Máx
26ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - São Paulo, SP

Máx
27ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
29ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Artigo sobre métricas do TJRJ no Instagram é premiado

O artigo “Pandemia, Instagram e Comunicação Pública: A Campanha #todosportodos do TJRJ e o engajamento nas Redes”, do analista judiciário com especialidade em Comunicação Social do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Felipe Barreto, ficou em primeiro lugar no Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça promovido pelo Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ) na categoria Artigo Acadêmico.    O objetivo do trabalho foi avaliar o conceito de Comunicação Pública como prestadora de serviço ao público a partir das métricas da campanha #todosportodos, realizada pelo TJRJ, em seu canal no Instagram, entre os meses de março e junho de 2020, um dos períodos mais agudos de isolamento, devido ao avanço da pandemia do novo coronavírus.   O artigo comparou as métricas da rede social durante doze semanas, de 2019 e 2020 e, de acordo com a pesquisa apresentada, os resultados apontaram que o engajamento mobilizou, em alguns casos, mais que o triplo de seguidores, durante o distanciamento social, e promoveu aumento de comentários, da ordem de 807%, sobre os serviços do TJRJ, percepção capturada por meio do monitoramento da rede. Foi possível ainda dimensionar as potencialidades das redes sociais com temas de interesse direto do cidadão.    O conteúdo da campanha #todosportodos procurou orientar os usuários sobre o funcionamento do Tribunal de Justiça do Rio durante a pandemia. Foram divulgadas informações sobre ajuizamento de ações judiciais mesmo com cartórios fechados, casos recebidos pela Justiça, canais de atendimento ao cidadão e advogado, participação de parte de processo em sessão por videoconferência, critérios de retomada presencial das atividades, balanço das movimentações processuais em determinado período etc.   Para o autor do artigo, “as redes sociais não podem ser percebidas sem que suas interações, seus laços, sua estrutura e seu pertencimento sejam considerados. Num cenário inédito de pandemia, que provocou o redimensionamento das sociabilidades, as mídias sociais ganharam ainda mais importância na costura do tecido social que envolve Estado e sociedade”. Felipe Barreto é chefe do Serviço de Identidade Visual da Diretoria-Geral de Comunicação e de Difusão do Conhecimento (DGCOM) e integra a equipe da Assessoria de Imprensa do TJRJ (Departamento de Comunicação Institucional).    Leia aqui a íntegra do artigo.  MB/ FS 
19/10/2020 (00:00)
Visitas no site:  2228676
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.